segunda-feira, dezembro 06, 2010

BREAKING THE SILENCE



Andei pensando em tudo o que aconteceu, em tudo o que poderia ter acontecido.
Tudo que foi e não é mais. Tudo que é, e não será mais.
 Pensei nos sonhos e em todos os sorrisos.
 Minhas mãos ainda ficam frias só por imaginar o seu toque.
 Fechei os olhos e o filme começou a passar em minhas pálpebras como algo inevitável
e despertador de uma dor gostosa de sentir.
 Dor de saudade, mas saudade de algo bom de reviver.
Não posso esquecer, não vou esquecer.
Eu só preciso quebrar esse silêncio que nos afasta,
que nos cala... e nos entala.
Para enfim eu correr pro teu abraço mais uma vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou dessa postagem? Devia comentar.
Sua opinião é muito importante! (: