segunda-feira, dezembro 08, 2014

Anime do Dia: FullMetal Alchemist Brotherhood!

Acredito que poucas pessoas que acompanham este blog tiveram o prazer de assistir esse anime ou ao menos ouvido falar dele. Se eu estiver enganado, maravilha! Porque estamos falando do melhor anime da história, melhor animação japonesa que já existiu no mundo, pelo simples fato de ser um anime com um vasto conteúdo, mas ao mesmo tempo curto. Este desenho conseguiu ser incrível sem precisar virar modinha como: Naruto, Dragon Ball, BeyBlade, Yu Gi Oh; não que esses sejam animes ruins, longe disso, mas Fullmetal chama a atenção por lhe envolver numa história e assuntos polêmicos, onde você sente que faz parte do elenco e se comove com a história, sem a necessidade de dezenas de temporadas, ou com o apelo a parte de "modinha".
Fullmetal Alchemist é uma série de mangá escrita e ilustrada por Hiromu Arakawa. O mundo de Fullmetal Alchemist é baseado no período pós-Revolução Industrial europeu. Situado num universo ficcional em que a alquimia é uma das mais avançadas técnicas científicas conhecidas pelo homem, a história centra-se nos irmãos Edward e Alphonse Elric, que querem restaurar seus corpos após uma desastrosa tentativa de trazer a mãe falecida de volta à vida através da alquimia.

No anime, a alquimia poderia fazer tudo, mas com 1 regra e 1 tabu. 
regra era que tudo pode ser criado e recriado a partir de materiais iguais, parecidos ou que tenham as mesmas proporções, não podendo criar algo do nada, isso se chama de Troca Equivalente.O tabu era que não poderia haver transmutação humana, ou seja criar humanos ou revive-los, tabu esse que jamais poderia ser quebrado por alguém.
O mangá foi publicado pela editora Square Enix ( que também é desenvolvedora e criadora de games) na revista Monthly Shōnen Gangan, com 108 capítulos compilados em 27 tankōbon. Foi adaptado a uma série de anime produzido pela Bones, com um total de 51 episódios exibidos entre 4 de outubro de 2003 e 2 de outubro de 2004, posteriormente foi lançado o filme Fullmetal Alchemist the Movie: Conqueror of Shamballa ( “FMA: O conquistador de Shamballa”), uma sequência que concluiu a história do anime. Contudo, foi criada uma segunda série intitulada Fullmetal Alchemist: Brotherhood, que abrangeu 64 episódios, e foi transmitida entre 5 de abril de 2009 e 4 de julho de 2010. A franquia também deu origem a vários light novelsOVAsjogos eletrônicos e outras mercadorias.
Diferenças do primeiro Fullmetal, para o Brotherhood

No início, o enredo do primeiro anime segue basicamente a mesma história do mangá, porém ele diverge bastante deste, perto do meio da trama, quando Ed e Al se encontram com sua professora Izumi Curtis. Dante, uma antiga amante de Hohenheim, atua como a principal antagonista da série, o que não acontece no mangá, onde ela nem aparece. Vários séculos atrás, antes do começo da série, os dois criaram uma pedra filosofal e adquiriram um tipo de imortalidade, onde eles transferem suas almas e intelectos para outros corpos, conforme envelhecem. Apesar de Dante ainda ser capaz de trocar de corpo com a última pedra que ela e Hohenheim criaram, ela não possui o conhecimento completo sobre como fazer uma. Então, quando Hohenheim a abandona, por se sentir culpado pelo sacrífico de tantas vidas, ela usa os homúnculos para incentivar os irmãos Elric, e outros alquimistas desesperados, à criarem outra pedra filosofal para ela. Além de ter um final vago, sendo concluído com um filme, “FMA: O conquistador de Shamballa”. Brotherhood segue com muito mais fidelidade o mangá, que tem em um homúnculo o grande vilão.
Em FMA Brotherhood aparecem mais personagens, como Ling Yao, muito importante na história. Os homúnculos também têm diferenças, no primeiro anime, o Sloth (Preguiça) é apresentado como uma mulher que controla a água, já em Brotherhood, é um gigante aparentemente vagaroso. O primeiro anime tem a Dante, que não existe na história original. Personagens misteriosos e cativantes como Hohenheim são muito mais elaborados em Brotherhood.

Eu assisti ele completo com a Amanda, dá qual se tornou tão fã da série quanto eu. Não tem como não gostar. Vale ressaltar que é um anime sério, mesmo com seus momentos engraçados há cenas fortes e momentos polêmicos, pessoas muito sensíveis não conseguem chegar ao final do anime. 
Enfim espero que tenham gostado, esse é meu anime predileto, e qual é o seu ?!
Deem sugestões de outros animes e se gostaram desse tipo de postagem, e até o próximo post!


7 comentários:

  1. Adorei! Já está na lista dos próximos animes pra eu assistir. Essa lista nunca para de crescer -haha. Xoxo' <3
    Não sou uma It | Fanpage


    ResponderExcluir
  2. Bateu uma nostalgia da época que eu via animes, e sem dúvida o FMA Brotherhood foi um dos melhores da minha vida. Só que comecei a ver muito aleatoriamente sem saber que existia uma versão anterior, que quando fui tentar assistir achei um saco '-'
    Deu vontade de ver de novo *-* obrigada por reviver isso kkkk
    Só uma observação inútil: Eu era apaixonada pelo Envy <3 e na primeira temporada não me encantou, já não lembro bem o que.
    Enfim, valeu pela nostalgia! beijos o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível mesmo, só aquela música de abertura da primeira temporada me dá uma saudade danada e vontade de assistir tudo de novo! =P Agradeço muito ao Wendel por ter me apresentado esse anime, sou fã demais. A outra versão também não tive saco de assistir, a Brotherhoods que é original pois segue o mangá, então é bem melhor na minha opinião! :)

      Excluir
  3. Nooooossa, amei esse post, a um tempo atrás eu assisti a primeira tempo, só que depois nunca mais tive tempo para assistir)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando puder volta a assistir Tercy! Já assisti todo e às vezes me dá vontade de assistir tudo de novo porque é realmente muito bom, o Brotherhoods.=)

      Excluir
  4. Que bom que vocês gostaram do post, vou pertubar o Wendel para fazer mais postagens assim! =****

    ResponderExcluir

O que achou dessa postagem? Devia comentar.
Sua opinião é muito importante! (: